Carregando...

>>>>>>>
>>>>>>>>>>>>>>
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
  • Página Inicial
  • Cursos
    • Metrologia
      • MAIS...
    • Desenho Técnico
      • MAIS...
    • Eletrohidropneumática
      • MAIS...
    • Elementos de Máquinas
      • MAIS...
    • Manutenção Mecânica
      • MAIS...
    • Usinagem
      • MAIS...
    • Cursos com Certificado
  • Vídeos
    • Telecurso
    • Documentários
      • Como Tudo Funciona
        • MAIS...
      • O segredo da coisas
        • MAIS...
      • Discovery Channel
        • MAIS...
      • Engenharia Extrema
        • MAIS...
      • Feras da Engenharia
        • MAIS...
      • Gigantes da Engenharia
        • MAIS...
      • Inventos da Antiguidade
        • MAIS...
      • Maravilhas Modernas
        • MAIS...
      • Super Projetos
        • MAIS...
      • Outros Documentários
        • MAIS...
    • Tecnologias
    • ... outros mecânicos
      • Tecmecânico
      • Marcelo Tonella
        • MAIS...
      • Dr Carro
        • MAIS...
    • Engraçados
  • Revistas
  • Material de Consulta
  • Exercícios
  • Downloads
  • Sites Recomendados
  • Contato
  • Política de Privacidade

TECMECÂNICO

>>>>>>>>

Total de visualizações de página

Desenho Técnico

O desenho foi a primeira forma de comunicação utilizada pelo homem, é mais antigo do que a fala e a escrita. Na pré-história o homem já utilizava-se das pinturas rupestres para expressar suas idéias e a sua forma de se relacionar com o ambiente em que vivia.
O desenho técnico que temos hoje em dia, é formado por um conjunto de normas e regras que são necessárias para o seu bom entendimento, independente do local da face da terra onde esteja. É a forma mais completa de representação de peças e conjuntos.
A fala, por exemplo, não seria capaz de transmitir todos os detalhes de uma peça, não seria capaz de transmitir com exatidão suas medidas ou seu formato, além disso, quem estivesse escutando não conseguiria guardar tantas informações.

Nem sempre pode-se utilizar um modelo para a fabricação de uma nova peça. Este modelo pode ser muito grande, ou muito pequeno. Ele pode ter detalhes internos que sejam difíceis de perceber ou até mesmo de medir.



Outra maneira que poderia ser utilizada seria a fotografia, mas ela também não consegue transmitir informações sobre detalhes internos, medidas ou acabamento das superfícies da peça, por exemplo.


O método mais completo, com certeza, é o desenho técnico. Ele utiliza um alto grau de normalização e é baseado na geometria descritiva. Cada linha tem um significado diferente no desenho, de acordo com seu formato, localização ou, até mesmo, sua espessura. Vamos ver os formatos de papel que são mais utilizados, as diferentes classificações do desenho, os tipos de linha e muito mais a respeito do desenho técnico.

Tipos de desenho

De acordo com a finalidade a que se destinam e o grau de precisam que recebem, os desenhos técnicos rebem a classificação abaixo:

- Esboço: É o desenho feito à mão, muitas vezes não utiliza nenhum instrumento de desenho a não ser o lápis. Sua finalidade é transmitir informações rápidas de maneira simples.




- Desenho rigoroso: Neste desenho são utilizados instrumentos de desenho. Cada linha, cada traço é realizado de acordo com uma norma correspondente. Este tipo de desenho transmite informações de maneira mais clara e com menos chance de erro, porém, requer tempo e conhecimento técnico para ser realizado.
- Desenho de detalhes: é uma maneira de representar as peças com a descrição mais rica possível. Além da representação de formatos e medidas, traz diversas outras informações como acabamento superficial, tolerâncias dimensionais e geométrica, e tantas outras informações.




Instrumentos utilizados no desenho

Embora o "instrumento" mais utilizado atualmente para execução de desenhos seja o computador e os vários softwares de desenho técnico que existem, ainda existe muitas pessoas que não têm um bom domínio da informatica ou dos softwares CAD ( Computer Aided Design- desenho assistido por computador). Em nossa seção de "material didático" você tem acesso a alguns manuais dos principais softwares CAD utilizados no momento, acessem através do nosso menu principal ou clique aqui.
Assim, o velho lápis e a prancheta ainda são muito utilizados, sobretudo nos serviços de manutenção, nas oficinas onde se desenha para transmitir informações de maneira rápida e, muitas vezes não existe o computador ou o software para utilização. Os principais instrumentos utilizados no desenho à mão você observa na ilustração abaixo:


Formatos de papel

Os papéis utilizados nos desenhos técnicos têm suas dimensões normalizadas. Os formatos de papel mais utilizados são aqueles da "série A". O maior papel da série A é o "A0", que possui mais de um metro de largura, os demais papéis até o A6 (menor formato utilizado) são obtidos através da divisão por dois do papel imediatamente maior que eles. Assim, o A1 é a metade do A0. O A2 é a metade do A1. O A3 é a metade do A2. O A4 é a metade do A3. O A5 é a metade do A4. O A6 é a metade do A5.
Abaixo observamos uma tabela com as dimensões padronizadas dos papéis da série A:


Margem e legenda

As margens do desenho também seguem padrões rigorosos com dimensões bem definidas. Note que a margem esquerda é maior do que as outras, ela serve justamente para receber os furos que serão utilizados para fixação do desenho em pastas e fichários.

No formato A4 e nos formatos menores que ele, a legenda deve ficar no centro, posição inferior da folha. Nos formatos maiores, a legenda deve ficar no canto inferior direito. As informações da legenda são importantíssimas para a compreensão do desenho. Nela está descrito o tipo e o tamanho do material que será utilizado para realização do projeto, o número de peças, o nome do autor do desenho e várias outras informações.
          
Caligrafia técnica

Para que a interpretação do desenho não seja prejudicada por problemas de grafia, existe uma caligrafia técnica padronizada. Tudo é normalizado, desde o tamanho das letras até à espessura das linhas.

Tipos de linhas

Cada linha que está presente em um desenho tem um significado diferente. Uma linha pode representar um detalhe externo, enquanto outra representa um detalhe interno, que seria imperceptível perceber sem a ajuda do desenho. O quadro a seguir traz um resumo da maioria das linha que são utilizadas no desenho técnico com suas principais aplicações:
Se você quiser mais informações a respeito de desenho técnico acesse nossos vídeos, nossa seção material didático, você pode gostar também de nossos simuladores e de pequenos cursos online.
Quer mais informações sobre este assunto? Pesquise aqui:

Pesquisa personalizada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua conosco, deixe sua opinião, crítica ou sugestão: